pesa-nervos


Pharaoh’s dance, faixa um - de Franklin Alves

 

 

Pharaoh’s dance abre Bicthes Brew. J. Davis escreveu esta canção pensando nos dois últimos livros daquele guitarrista que tocou em Catch a fire. A saber: o penúltimo sobre desertos, o último, sobre girafas.

A linha de teclado, nos dois primeiros minutos da música, lembra este verso de Lorca: O menino a mira, mira. / O menino está mirando-a. Se não conhecemos o poema, não sabemos aquilo que o menino mira, nunca saberemos – assim Pharaoh’s dance ou o Romance da lua, lua.

 

[do livro ainda inédito Céu vermelho. A imagem escolhida por Franklin Alves, que completa 32 anos no próximo domingo, é da artista plástica Rachel Whiteread, que costuma fazer algumas casas às avessas]

 



Escrito por Leão Alves Gandolfi às 17h23
[   ] [ envie esta mensagem ]




Poema do português Gonçalo M. Tavares, pg.161 de 1, livro publicado esse ano no Brasil pela Bertrand.

 

 

o mapa

 

Sempre senti a matemática como uma presença

Física; em relação a ela vejo-me

Como alguém que não consegue

Esquecer o pulso porque vestiu uma camisa demasiado Apertada nas mangas.

Perdoem-me a imagem: como

Num bar de putas onde se vai beber uma cerveja

E provocar com a nossa indiferença o desejo

Interesseiro das mulheres, a matemática é isto: um

Mundo onde entro para me sentir excluído;

Para perceber, no fundo, que a linguagem, em relação

Aos números e aos seus cálculos, é um sistema,

Ao mesmo tempo, milionário e pedinte. Escrever

Não é mais inteligente que resolver uma equação;

Por que optei por escrever? Não sei. Ou talvez saiba:

Entre a possibilidade de acertar muito, existente

Na matemática, e a possibilidade de errar muito,

Que existe na escrita (errar de errância, de caminhar

Mais ou menos sem meta) optei instintivamente

Pela segunda. Escrevo porque perdi meu mapa.

 



Escrito por Leão Alves Gandolfi às 17h28
[   ] [ envie esta mensagem ]




 

Ponte aérea – por Fabiano Reis

 

 

O que sobrou de tudo isso?

alguns guardanapos escritos

e uma foto 6X8

o resto, você levou

para aeroportos distantes

e cidades cinzas

as tuas asas te levam

a qualquer lugar

 

as minhas?

estão cobertas de óleo.

 

 

[do livro Biscoitos finos de argamassa, publicado este ano por Fabiano Reis, que também edita o blog www.poeticalha.blogger.com.br. Para comprar o livro é só escrever para o seguinte e-mail: fvreis@predialnete.com.br A imagem que ilustra o poema é do pintor norte-americano Morris Louis (1912-1962)]

 

 

 



Escrito por Leão Alves Gandolfi às 18h45
[   ] [ envie esta mensagem ]




Poema de Manuel António Pina, pg.96 de sua Poesia Reunida, publicada em 2001 pela editora portuguesa Assírio&Alvim.

 

 

Na morte de Mao

 

De onde vêm as lágrimas justas, o cansaço

de Wang Hui-jung durante as reuniões de domingo?

A guerra gera as coisas boas,

a pura paz espera os soldados.

 

As lágrimas caem do céu? Não.

Quando acaba a contradição entram em casa a morte,

as flores, as lágrimas das mulheres.

Aquele que morreu não o saberá nunca.

 

A morte é propriedade dos vivos,

aquele que morreu já não vive nem está morto,

O processo antigo está terminado e inicia-se o novo:

movimento mecânico, som, luz, electricidade, decomposição, combinação, etc.



Escrito por Leão Alves Gandolfi às 16h44
[   ] [ envie esta mensagem ]




Charles Bukowski

 

O milagre

 

trabalhar com uma forma de arte

não significa

deitar e rolar como uma solitária

de barriga cheia,

tampouco justifica grandeza

ou ganância, em momento algum

seriedade, mas acho

que ela chama os melhores

em sua melhor fase,

e quando eles morrem

e algo mais não,

presenciamos o milagre da imortalidade:

homens vêm como homens,

partem como deuses –

deuses que nós sabíamos aqui,

deuses que enfim nos fazem continuar

quando tudo o mais dizia parar.

 

[do livro Essa loucura roubada que não desejo a ninguém a não ser a mim mesmo amém, antologia de poemas de Charles Bukowski, organizada e traduzida por Fernando Koproski e editada este ano pela 7 Letras].



Escrito por Leão Alves Gandolfi às 14h17
[   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]


 
Histórico
  02/04/2006 a 08/04/2006
  26/03/2006 a 01/04/2006
  19/03/2006 a 25/03/2006
  12/03/2006 a 18/03/2006
  05/03/2006 a 11/03/2006
  26/02/2006 a 04/03/2006
  19/02/2006 a 25/02/2006
  12/02/2006 a 18/02/2006
  05/02/2006 a 11/02/2006
  29/01/2006 a 04/02/2006
  22/01/2006 a 28/01/2006
  15/01/2006 a 21/01/2006
  08/01/2006 a 14/01/2006
  01/01/2006 a 07/01/2006
  25/12/2005 a 31/12/2005
  18/12/2005 a 24/12/2005
  11/12/2005 a 17/12/2005
  04/12/2005 a 10/12/2005
  27/11/2005 a 03/12/2005
  20/11/2005 a 26/11/2005
  13/11/2005 a 19/11/2005
  06/11/2005 a 12/11/2005
  30/10/2005 a 05/11/2005
  23/10/2005 a 29/10/2005
  16/10/2005 a 22/10/2005
  09/10/2005 a 15/10/2005
  02/10/2005 a 08/10/2005
  25/09/2005 a 01/10/2005
  18/09/2005 a 24/09/2005
  11/09/2005 a 17/09/2005
  04/09/2005 a 10/09/2005
  28/08/2005 a 03/09/2005
  21/08/2005 a 27/08/2005
  14/08/2005 a 20/08/2005
  07/08/2005 a 13/08/2005
  31/07/2005 a 06/08/2005
  24/07/2005 a 30/07/2005
  17/07/2005 a 23/07/2005
  10/07/2005 a 16/07/2005
  03/07/2005 a 09/07/2005
  26/06/2005 a 02/07/2005
  19/06/2005 a 25/06/2005
  12/06/2005 a 18/06/2005
  05/06/2005 a 11/06/2005
  29/05/2005 a 04/06/2005
  22/05/2005 a 28/05/2005
  15/05/2005 a 21/05/2005
  08/05/2005 a 14/05/2005
  01/05/2005 a 07/05/2005
  24/04/2005 a 30/04/2005
  17/04/2005 a 23/04/2005


Votação
  Dê uma nota para meu blog