pesa-nervos


Tela de Jorge Eiró

 

Setembro. O vento

[de Max Martins]

 

 

Setembro. O vento raja-o

                                           Rasga

e fere-lhe os ombros, menoscaba-o

 

Sanguíneo olhar agora luze ali

onde a lua de lábios pulsa

                                           expulsa

a sua maré em sépia, fósforo-tardia

 

Entre o dia da dúvida e a horas das algemas

todas as janelas se fecham: O céu

à tua leitura

o livro lívido à tua aventura

 

                               E as folhas caem

desta árvore muda se despindo

                                          estéril

                                               caligráfica

 

Todos os vôos voltam à sua origem

                                       ao alvo de tua culpa

ao nono mês, ao Mesmo

 



Escrito por Leão Alves Gandolfi às 17h46
[   ] [ envie esta mensagem ]




Ardente texto Joshua, Abertura

[de Maria Gabriela Llansol]

 

 

– Se eu nada fizer, nada existirá.

– Mas, se fizeres, poderá existir. Ou não.

– Sempre a inexistência tem mais força? – pergunto. Mas não particularmente a ela.

– É a graça, Gabriela – diz. Um dom.

E escreve no seu caderno: “um dom vem colocar-se ao lado do meu fazer para o proteger do nada”.

Escreve para que fique escrito. Para que esse nada leia, e não se equivoque. Note-se________ mesmo quando escreve, nada está decidido. Tudo está por decidir, mas nada está decidido para que assim não seja. Há naquela frase – a que está escrita no caderno –, a disposição de um combate.

 

Prefiro escrever, desde já, o que sempre, aliás, esteve escrito. Não será traçada, neste texto, a mesma resposta. Convém, no entanto, que fique dito ____ há uma pergunta própria dos que, alguma vez, se amaram em torno do ardente texto Joshua para além da resposta que, de facto______

 

Sim, houve um momento em que estivemos inquietas na mesma pergunta. Sei que estaremos sempre – ou num tempo incomensurável –, nela inquietas.

Ela ia morrer.

E morreu, Teresa Martin, beguina, filha de Hadewijch de Antuérpia, doutora da Igreja. 

 



Escrito por Leão Alves Gandolfi às 17h26
[   ] [ envie esta mensagem ]




Luiza Neto Jorge, 1939-1989

 

 

 

SO-NETO JORGE, Luiza

 

A silabar que o poema é estulto

o amado abre os dentes e eu delizo;

sismos, orgasmos tremem-lhe no olhar

enquanto eu, quase a rimar, exulto.

 

Conheço toda a terra só de amar:

sem nós e sem desvãos, um corpo liso.

Tenho o mênstruo escondido num reduto

onde teoricamente chega o mar.

 

Nos desertos – íntimos, insuspeitos –

já caem com a calma as avestruzes

– ou a distância, com os oásis, finda;

 

à medida que nos arcaicos leitos

se vão molhando vozes e alcatruzes

ao descerem ao fungo pego, e à vinda.

 



Escrito por Leão Alves Gandolfi às 18h40
[   ] [ envie esta mensagem ]




Dois poemas de Orides Fontela

 

 

Jogo

 

Como a túnica é   uma

os dados rolam

no verde.

 

Como a túnica é

única

são necessários

os dados.

 

Seis faces brancas e os

signos

que decidirão

a posse:

 

um movimento, um

risco

e a decisão no

verde

impressa.

 

A túnica

permanecerá intata.

 

 

Kairós

 

Quando pousa

o pássaro

 

quando acorda

o espelho

 

quando amadurece

a hora.



Escrito por Leão Alves Gandolfi às 17h10
[   ] [ envie esta mensagem ]




El califa de Constantino, Théodore Chassériau, 1845

 

 

 

O Alcaide de Santarém

(modificado de Alexandre Herculano)

 

 

Alguém vela,

talvez,

no paço de Merwan.

No de Azarat,

posto que nenhuma luz bruxuleie

nas centenas de varandas,

de miradouros,

de pórticos, de balcões

que lhe arrendam

o imenso circuito,

alguém vela por certo.

 

 



Escrito por Leão Alves Gandolfi às 16h53
[   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]


 
Histórico
  02/04/2006 a 08/04/2006
  26/03/2006 a 01/04/2006
  19/03/2006 a 25/03/2006
  12/03/2006 a 18/03/2006
  05/03/2006 a 11/03/2006
  26/02/2006 a 04/03/2006
  19/02/2006 a 25/02/2006
  12/02/2006 a 18/02/2006
  05/02/2006 a 11/02/2006
  29/01/2006 a 04/02/2006
  22/01/2006 a 28/01/2006
  15/01/2006 a 21/01/2006
  08/01/2006 a 14/01/2006
  01/01/2006 a 07/01/2006
  25/12/2005 a 31/12/2005
  18/12/2005 a 24/12/2005
  11/12/2005 a 17/12/2005
  04/12/2005 a 10/12/2005
  27/11/2005 a 03/12/2005
  20/11/2005 a 26/11/2005
  13/11/2005 a 19/11/2005
  06/11/2005 a 12/11/2005
  30/10/2005 a 05/11/2005
  23/10/2005 a 29/10/2005
  16/10/2005 a 22/10/2005
  09/10/2005 a 15/10/2005
  02/10/2005 a 08/10/2005
  25/09/2005 a 01/10/2005
  18/09/2005 a 24/09/2005
  11/09/2005 a 17/09/2005
  04/09/2005 a 10/09/2005
  28/08/2005 a 03/09/2005
  21/08/2005 a 27/08/2005
  14/08/2005 a 20/08/2005
  07/08/2005 a 13/08/2005
  31/07/2005 a 06/08/2005
  24/07/2005 a 30/07/2005
  17/07/2005 a 23/07/2005
  10/07/2005 a 16/07/2005
  03/07/2005 a 09/07/2005
  26/06/2005 a 02/07/2005
  19/06/2005 a 25/06/2005
  12/06/2005 a 18/06/2005
  05/06/2005 a 11/06/2005
  29/05/2005 a 04/06/2005
  22/05/2005 a 28/05/2005
  15/05/2005 a 21/05/2005
  08/05/2005 a 14/05/2005
  01/05/2005 a 07/05/2005
  24/04/2005 a 30/04/2005
  17/04/2005 a 23/04/2005


Votação
  Dê uma nota para meu blog